segunda-feira, 24 de fevereiro de 2014

Jardim de Ervas Aromáticas

Olá meninas!!!
Tudo bem? Que tal esse fim de semana? O Sol finalmente resolveu dar um arzinho da sua graça!!! Estava a ver que não! Acho que não existe um Português que não sinta falta do Sol! Lá está o velho ditado... só se dá valor aquilo que se quer e não se tem! Enfim...!

O meu fim-de-semana foi muito terapêutico!
Resolvi criar um jardim de ervas aromáticas!
Quantas vezes queria fazer um prato ou uma simples salada que levava uma determinada erva aromática e não tinha em casa, se fosse comprar, as quantidades à venda são enormes, gastava imenso dinheiro e a erva acabava por apodrecer por falta de uso!

Resolvi por as mãos na massa (em sentido figurado) e na terra (em sentido literal) e o resultado foi fantástico!


É curioso como coisas tão pequenas têm a capacidade de nos surpreender tanto: sempre achei muito estranhas aquelas pessoas que falam com as plantas... pensava eu para mim... que maluquice, falar com plantas?? o que é que elas vão dizer de volta?! que absurdo! ... Então não é que dei por mim a falar com as minhas cheirosinhas!!! Até já as apelidei carinhosamente!!

Acho que todo o processo de as escolher, plantar, regar, colocar as mãos na terra, ver as suas raízes e rezar para que cresçam e não morram, todo esse processo traz-nos um apego emocional desmedido!

Dou por mim a olhar para elas... perguntar se têm sede, se dormiram bem, se apanharam sol pela manhã... chamo-as de cheirosinhas e mergulho a cabeça nos vasos para as observar bem de perto!!! Podem até pensar que estou emocionalmente desequilibrada ou carente de afecto, não estou mesmo! Acho que só quem resolver passar por esta experiência é que vai perceber... fica aqui o desafio e algumas dicas!! Vão ver que vale mesmo a pena!
  • O primeiro passo foi escolher o local, eu queria tê-las dentro de casa, podia optar pela varanda mas preferi assim;
  • Depois selecionei as minhas ervas preferidas (salsa, coentros, tomilho, orégãos, cebolinho, hortelã e manjericão);
  • Pesquisei na Internet informação sobre como plantar e cuidar das ervas, deixo aqui alguns links de sites que foram bastante úteis (fazer uma horta de ervas aromáticas em vasos, cantinho das aromáticas , aromáticas vivas);
  • Comprei a minha floreira no IKEA, o modelo é o lantliv, depois escolhi o tamanho dos vasos mediante as necessidades de cada erva, (no mínimo deverão ter um vaso de 14 cm de diâmetro), comprei os vasos, a terra e bolas de argila no AKI e as mudas (ervas aromáticas) no Continente (cada € 1,39);
  • Preparei os vasos como mostra no vídeo, com argila, terra e as mudas, reguei um pouco e coloquei um medidor de humidade (que comprei no AKI) em cada vaso, esse medidor irá indicar-me se a planta necessita ou não de ser regada;
Foi uma tarde muito agradável e o resultado é óptimo! Utilizei-as logo no jantar! Aromatizei uma sopa de tomate com ovos escalfados com manjericão, cebolinho e hortelã. A salada de alface foi salpicada de coentros! Hmmm!!!

Notas importantes:
  • A maior parte das ervas aromáticas não precisa de 5 ou 6 horas de sol direto como alguns links explicam, basta que estejam num local que apanhe algum sol e seja luminoso, como o parapeito da janela.
  • A quantidade de água depende um pouco de planta para planta, eu decidi regar as minhas, uma ou duas vezes por semana, conforme o medidor indicar, no Verão... logo se vê!
  • Os vasos devem ter um prato por baixo, nesse prato acumula-se a água que a planta irá absorver consoante as necessidades.
  • As ervas em vaso devem ser adubadas uma vez por mês ou de dois em dois meses.
  • Tenha em atenção a forma de cortar as ervas de forma a não matar a planta!
  • Divirta-se tanto quanto eu!!!
Beijinhos